terça-feira, 28 de junho de 2011

Ele ainda guarda Seus filhos.



Talvez as dificuldades estejam sobrevindo sobre a sua vida. E não há porque se surpreeender com isso, afinal vivemos em um mundo de pecado. No que erramos muitas vezes, é em achar que Deus esqueceu de nós, e que aquele Deus que abriu o mar vermelho, livrou Daniel das covas dos leões e curou diversas enfermidades não é o mesmo de hoje. Tendemos a dividir Deus, o Deus da Bíblia e o Deus "de hoje em dia", e se não falamos isso, muitas vezes pensamos e agimos assim, achando que Deus mudou. O que definitivamente não aconteceu, mas é exatamente o que Satanás quer que achemos.
Ellen White em seu livro "Patriarcas e Profetas" declara sabiamente:
"Companheiro cristão, Satanás conhece tuas fraquezas; apega-te, pois a Jesus. Permanecendo no amor de Deus, poderás resistir a cada prova. A justiça de Cristo unicamente pode dar-te poder para te opores à onda do mal que está inundando o mundo. Acrescenta fé à tua experiência. A fé faz leve cada fardo, alivia cada fadiga. Providências que são agora misteriosas poderás compreender por contínua confiança em Deus. Anda pela fé no caminho que Ele traçar. Sobrevirão provas; mas prossegue avante. Isto fortalecerá tua fé e prepará para o serviço. Os registros da História Sacra são escritos, não meramente para que possamos ler e nos maravilhar, mas para que a mesma fé que operou nos servos de Deus no passado possa operar em nós. De maneira não menos acentuada o Senhor operará agora, onde quer que haja corações de fé para serem canais de Seu poder. (...) Aquele que é o Rei, o Senhor dos Exércitos, assenta-se entre os querubins; e em meio aos conflitos e tumultos das nações, Ele guarda Seus filhos ainda. Quando as fortalezas dos reis forem subvertidas, quando as setas da ira ferirem o coração de Seus inimigos, Seu povo estará seguro em Suas mãos."
Talvez falte-nos fé. Fé para acreditar que Deus não muda. Fé para abnegar o mundo e seus prazeres e servir a Deus de todo o coração. Não sei o que falta para você. Mas o que quer que esteja atrapalhando a Deus ser verdadeiramente DEUS na sua vida, é preciso que seja lançado fora. Ás vezes dói e é difícil, mas não esqueça, Deus ainda cuida dos Seus filhos e se tão somente você crer e permitir, estarás bem seguro nas mãos dEle.

O que é prioridade pra você?

video

Gosto muito de uma citação de Tommy Tenney, um escritor que eu particulamente admiro bastante, onde ele diz: "O importante é fazer com que aquilo que é importante seja importante."
O que é mais importante na sua vida?
Se você um dia aceitou a Cristo, você deve concordar comigo que o relacionamento que você tem com Deus é singularmente o mais importante em sua vida.
Entretanto, o fato do nosso relacionamento com Deus ser importante, não quer dizer que nós necessariamente damos à ele a verdadeira importância. Por inúmeras vezes, como no vídeo acima, somos levados a dar mais valor às coisas materias, ou ao dinheiro, ou até mesmo à pessoas, e isso muitas vezes acontece de forma inconsciente. Por exemplo, você não chega e diz:
-O meu dinheiro é mais importante que Deus na minha vida!
Não, não é assim...
Diante das nossas atitudes, por meio da nossa vida é que nós mostramos quais as nossas prioridades e o quê realmente é importante para nós.
E eu te desafio hoje a olhar para a sua vida, e refletir quais têm sido as suas prioridades.
O que tem sido verdadeiramente importante pra você?
Você tem prezado por um verdadeiro relacionamento com Deus?
As coisas desse mundo têm a sua  importância, no entanto nada deve ocupar o lugar de Deus em nossas vidas. Jesus mesmo disse:
"Buscai, em primeiro lugar, o reino de Deus e a sua justiça, e todas as coisas vos serão acrescentadas."
Coloque Deus no lugar que Ele merce na sua vida: O Primeiro!
Estabeleça  prioridades e glorifique à Deus por meio da sua vida!

terça-feira, 22 de março de 2011

Andar com Deus.

"Andou Enoque com Deus, e já não era, porque Deus o tomou para Si." Gênesis 5:24

Certa vez li sobre a história de Enoque contada para crianças de uma maneira diferente, mas que de forma simples nos mostra a beleza e a simplicidade do cristianismo. Decidi compartilhá-la.
A história dizia que Enoque e Deus eram muito amigos. Andavam juntos, caminhavam, brincavam e dormiam juntos. Enoque era muito dorminhoco e Deus sempre tinha que acordá-lo com o cotovelo dizendo: "Enoque, já é muito tarde." Então ambos saíam da cama, escovavam os dentes juntos, e depois de tomar o desjejum saíam como todos os dias. Corriam pelos campos, nadavam na lagoa, colhiam frutos, descansavam debaixo das árvores e quando o sol começava a ocultar-se, Enoque dizia para Deus: "Senhor, já é tarde, voltemos para casa." E os dois retornavam e dormiam juntos para começar tudo denovo no dia seguinte.
Um dia, Deus acordou Enoque e disse: " Olha como brilha o sol, parece que hoje o dia será um dia diferente."
Levantaram-se e começaram as atividades de sempre, mas aquele dia andaram como nunca, distraídos na maravilhosa comunhão em que ambos viviam. De repente o sol começou a ocultar-se e Enoque disse: "Senhor, já é tarde, temos que voltar."Mas Deus respondeu: "Filho, hoje a gente andou tanto que a Minha casa está mais perto do que a sua. O que você acha se hoje a gente for pra Minha Casa?" E naquele dia Enoque desapareceu, porque Deus o levou.
Você percebe a beleza do cristianismo vivido por Enoque?
Ele sim entendeu o  verdadeiro significado do cristianismo.
Em Miquéias 6: 6-8, o profeta nos diz claramente o que  Deus deseja de nós. E não é um cristinanismo cheio de "práticas religiosas", formalismos, e doutrinas não vividas. É claro que tudo tem a sua importância, mas ele ressalta que nem se entregássemos o nosso próprio corpo como sacrifício pelos nossos pecados, não adiantaria de nada.
No verso 8 ele nos diz claramente o que o próprio Deus quer de nós:
"Ele te declarou, ó homem, o que é bom e que é  que o Senhor pede de ti: que pratiques  a justiça, e ames a misericórdia, e andes humildemente com o teu Deus."
Gostaria de ressaltar o andar humildemente com Deus. Esse foi o segredo de Enoque.
Andar com Deus, é buscar uma comunhão mais e mais íntima com Ele. É relacionar tudo com Ele, é fazer dEle o centro da nossa vida e decisões.É dedicar os primeiros momentos do dia para ouvir a Sua doce voz. É permitir que Ele participe de nossos empreendimentos e atividades diários.
Pela fé Enoque "foi trasladado para não ver a morte [...] visto como antes da sua trasladação alcançou testemunho de que agradara a Deus" (Hb 11:5) Em meio de um mundo condenado à destruição por sua iniquidade, viveu Enoque uma vida de tão íntima comunhão com Deus que não lhe foi permitido ver a morte.
Busquemos essa maravilhosa comunhão com Deus, andemos humildemente com Ele como se cada dia fosse o último de nossas vidas, e como Enoque vivamos o cristianismo. O verdadeiro cristianismo.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Por que Deus permite o sofrimento?


Semana passada presenciamos um dos maiores desastres já vistos em nossos país.O forte temporal que atingiu o Estado do Rio de Janeiro na terça-feira deixou centenas de mortos e milhares de sobreviventes desabrigados e desalojados, principalmente na região serrana.
O deslizamento ocorrido devido à chuva,já é considerado o segundo maior do mundo no último ano e o terceiro maior da década. Nos telejornais, podemos acompanhar a história de famílias inteiras que foram mortas, ou encontram-se sem lugar para morar. Acompanhamos e partilhamos de suas dores e sofrimentos, e eis que vem o pensamento: Onde está Deus quando essas calamidades acontecem? Por que Ele permite que inocentes sofram? Não existe um Deus de amor? Por que, então, existe sofrimento?
E esses "porquês" enchem nossas mentes de dúvidas e incertezas quanto ao caráter de Deus.
Será esse Deus arbitrário e tirano? Não está Ele do céu punindo a raça humana por suas maldades ao longo dos anos?
É o que vamos descobrir agora, tendo como base unicamente a Palavra de Deus. Deixando de lado todo e qualquer esterótipo ou filosofia humana, e mantendo os olhos naquilo que Deus disse em sua Santa Palavra.
Em primeiro lugar, Deus não é o autor do sofrimento. Nenhuma tragédia nasce na mente divina. A morte, a doença, a traição, a injustiça, as enchentes, secas, terremotos e furacões, enfim, tudo aquilo que traz dor ao ser humano tem origem na mente e no coração do inimigo de Deus. Em Jeremias 29:11, lemos:
"Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz e não de mal."
A Bíblia é clara ao declarar que este mundo saiu das mãos de Deus como um mundo perfeito (Gênesis 1:31). Não existia orgulho, nem ciúmes, nem traição. A dor, a morte, a tragédia e o sofrimento não faziam parte do mundo perfeito idealizado pelo Criador.
Mas a Bíblia também diz que Deus confiou este mundo aos cuidados do ser humano.
"Tomou, pois o Senhor Deus ao homem e o colocou no Jardim do Éden para o cultivar e o guardar."(Gênesis 2:15)
Infelizmente, Adão e Eva venderam este planeta ao inimigo de Deus. E o venderam barato. Por um minuto de curiosidade, prazer, ou descontrole. Tanto faz. O fato é que o venderam barato demais.
Ás vezes pensamos: Como é que Adão e Eva foram tão incautos a ponto de trocar um mundo tão belo e perfeito por um minuto de aventura? A realidade é que não foram só eles. Fomos nós. Você, eu e todos os seres humanos. Porque ainda hoje continuamos fazendo a mesma troca.
O homem arruína a família por um minuto de curiosidade. Troca preciosos momentos de leitura da Palavra de Deus por leituras fúteis e degradantes. Vende seus valores, seus pincípios e até o próprio respeito.
Depois do pecado, o diabo introduziu no mundo o ciúme, a inveja, o egoísmo, a exploração, a morte, a dor, as enfermidades, furacões, terremotos, enchentes, secas e tudo aquilo que traz sofrimento e desgraça ao ser humano.
A única motivação dele é fazer sofrer a criatura, porque sabe que por trás da criatura está o Criador. O diabo é o arquiinimigo de Deus, mas sabe que na luta corpo-a-corpo está perdido. Já foi expulso uma vez do céu. Portanto, a melhor maneira de fazer o Pai sofrer é provocando dor nos Seus filhos.
Por outro lado, Satanás quer desvirtuar o caráter de Deus. Esse é o seu grande objetivo, e sabe que, finalmente, a criatura atribuirá todos os sofrimentos ao Criador.
Porventura não se perguntou você alguma vez por que Deus permite que crianças indefesas morram de fome enquanto os adultos brigam? Por que Deus permite que crianças inocentes nasçam defeituosas? Deus não é o autor dessas tragédias. Mas o ser humano as atribui a Ele inconscientemente. O inimigo conseguiu o que queria: apresentar a imagem de um Deus mau e arbitrário.
Surge, então, outra pergunta: "Não é Deus mais poderoso que o diabo? Não pode Ele impedir que o sofrimento toque nossas vidas?" Pode sim. Mas já dissemos que Adão e Eva passaram o título de propriedade deste mundo ao inimigo, e Satanás sente-se então tão dono que, quando Jesus esteve aqui, teve a ousadia de mostrar-Lhe todos os reinos do mundo e a glória deles e dizer: "Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares." (Mateus 4:9)
O diabo não é dono de nada. Ele é um ser criado como qualquer outra criatura, mas acha-se no direito de sentir-se dono do mundo e colocar dor e tristeza naquilo que ele considera sua propriedade.
Lembra-se da acusação de Lúcifer no céu? Ele colocou em tela de juízo o caráter divino. Ele acusou o Criador de não querer a felicidade da criatura. Deus podeia ter destruído o inimigo ali mesmo, mas teria ficado para sempre a interrogação: "Será que ele tinha razão ou não?" Portanto, era preciso que o tempo transcorresse. Que a história do mal e do sofrimento seguisse seu curso. E hoje podemos observar a insustentabilidade das acusações do diabo. Olhe a dor à sua volta, e você verá porque Deus colocará um ponto final na história do mal.
Logo, percebemos, então, que egoísmo é a única motivação para o diabo provocar sofrimento no ser humano. Ele nos faz sofrer pelo puro prazer de sofrer. Mas Deus, em Seu infinito amor, toma esse sofrimento que saiu da mente do inimigo para destruir e transforma-o em instrumento de edificação. Assim, o ouro entra no fogo, mas não se queima como a madeira. Pelo contrário, ele sai mais purificado, O diamante bruto é colocado sob o esmeril e não desaparece como a pedra comum. Ao contrário, sai transformado num diamante valioso e luminoso. Todo aquele que confia no Senhor Jesus é ouro e pedra preciosa. O sofrimento pode vir, mas não será capaz de destruí-lo.
Sabe, Deus não nos prometeu que nesse mundo nós não teríamos lutas e dificuldades. Pelo contrário, Ele disse: "no mundo passareis por aflições", mas Ele prometeu que quando você passasse pelo vale da sombra da morte, isto é, pela mais dura aflição, Ele estaria lá com você, segurando forte a sua mão. E assim, Ele te fará vitorioso, puro como o ouro e brilhante como o diamante.


- Algumas idéias foram extraídas do livro "O Terceiro Milênio e as Profecias do Apocalipse.", de Alejandro Bullón.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Fé.

Por vezes eu me perguntei qual o verdadeiro valor da fé em nossa caminhada.
Qual a sua importância e de que forma ela pode nos ajudar.
Já ouvi muitas pessoas dizerem: Eu acredito em Deus, tenho muita fé nEle.. Mas eu me pergunto: É só isso, mesmo? Ter fé em Deus é só acreditar nEle, e isso basta?
Ao irmos à Palavra de Deus nos deparamos com a seguinte definição de fé: " Ora, a fé é a certeza das coisa que se esperam, a convicção de fatos que não podemos ver." E ainda: "Sem fé é impossível agradar a Deus." (Hb 11:1 e 11:6)
Portanto, ter fé implica em muito mais do que simplesmente acreditar na existência de Deus. É uma questão de confiança. Isso mesmo, de confiança em fatos que não podemos ver e coisas que ainda não aconteceram.
Em Tiago 2:19 lemos: "Crês tu que Deus é um só? Fazes bem, até os demônios crêem e tremem."
É isso! Não basta apenas crer, temos que viver!
Ainda no livro de Hebreus, podemos ver relatado a Galeria dos Heróis da Fé.
Heróis da Fé foram vários homens e mulheres que tiveram suas histórias registradas na Bíblia por viverem uma vida de fé em Deus. Temos como exemplo Abraão, Moisés, Raabe, e muitos outros que a Bíblia declara haverem "obtido bom testemunho por sua fé."(Hb 11:39)
E, particulamente, Abraão me chama atenção pela sua fé invejável.
Imagine você, a situação de Abraão, quando em um belo dia Deus chega à ele e diz:
- Abraão, sabe o teu filho Isaque. Aquele teu único filho, que eu te dei quando você já estava idoso, e disse que por meio dele eu faria de ti uma grande nação?
- Sei sim, Senhor!
- Pois é, eu quero que você vá até um lugar distante e o ofereça como sacrifício a mim!
Você pode imaginar a reação de Abraão?
Como Deus poderia pedir tal coisa dele, após todo o milagre do nascimento de Isaque?
Como Ele pretendia cumprir a promessa de fazer de Abraão uma grande nação, pedindo que ele matasse o seu único filho?
Mas Abraão não relutou nem questionou à Deus. Ele tinha fé o suficiente para crer que Deus tinha um motivo bom o bastante para pedir tal coisa á Ele, e foi por isso que ele fez exatamente como Deus pediu.
Seu coração de pai estava apertado, mas ele tinha fé. E essa fé em Deus foi crucial para que Deus intervisse, e quando Abraão estava levantando a faca para matar Isaque, Deus diz: "Não estendas a mão sobre o rapaz e nada lhe faças; pois agora sei que temes a Deus, porquanto não me negaste o filho, o teu único filho."(Gn 22:12)
Isso sim que é fé, meu amigo. Verdadeiramente, uma fé invejável!
E você me pergunta, como eu posso ter uma fé assim?
O segredo de Abraão era um: Amizade com Deus. É isso mesmo que você leu. Na bibília Abraão é entitulado O Amigo de Deus.(Tg 2:23)
Abraão gastava muito tempo dos seus dias orando a Deus e procurando ouvi-Lo. Procurava um relacionamente íntimo e pessoal com Deus, o que nós só podemos conseguir lendo a Sua Palavra e falando com Ele. Afinal, a base de um relacionamento é a comunicação. É investimento de tempo e vontade em conhecer e amar a outra pessoa. E com Deus não é diferente.
Você pode ver agora, o real significado de fé? Não foi à toa que o profeta Habacuque escreveu: O justo viverá pela fé.(Hc 2:4)
Fé não é questão de palavra, e sim de vida.
Ter fé é confiar no Deus que nunca muda. Ter fé é acreditar que embora tudo o que você planejou para sua vida não esteja acontecendo, Deus está no Comando! Ter fé é confiar no tempo de Deus para a sua vida. Ter fé é não amar a própria vida, mas Àquele que a deu à você.
Por muitas vezes quando Jesus curou algum pecador, ele disse: Vai filho, a tua fé te salvou!
Sem fé nunca podemos alcançar a salvação, porque Jesus é a Salvação.
Acreditar não basta. É preciso viver pela fé.